Atingir o orgasmo é tudo quando o assunto é sexo, certo? Mas será que você conhece bem o seu corpo ou conhece o corpo da sua parceira para explorar os pontos mais interessantes para chegar lá? 

- Sexo oral sem erro! 
- Aparência do pênis: o que elas mais gostam? 
- Aumente o prazer com a técninca do pompoarismo

O corpo da mulher possui diversas regiões que, se estimuladas corretamente, podem levar ao orgasmo. Porém, esse ápice do prazer sexual pode ser diferente em cada uma. A vontade dela naquele dia, a posição sexual, e até o ponto a ser explorado pode influenciar no orgasmo feminino.

Para facilitar esse trabalho para você, o Le Nouage aponta quais são os cinco tipos de orgasmos femininos mais comuns e te ajuda a fazer a sua parceira chegar lá:

Vaginal
Para algumas mulheres, o tamanho ou grossura do pênis já é um fator estimulante para atingir o orgasmo vaginal, porém, para outras, é necessário um pouco mais. Isso porque, esse tipo de orgasmo feminino não envolve um ponto específico, como é o caso de outras regiões erógenas. O estímulo no colo do útero e nas paredes vaginais são algumas das formas de chegar ao clímax, assim como apostar em algumas posições sexuais. orgasmo feminino

Anal
O ânus possui muitas terminações nervosas e, por isso, pode ser fonte de muito prazer, seja com estimulação interna ou externa. Para excitar a mulher e chegar ao orgasmo feminino pode ser usado o dedo, a boca, o pênis ou algum brinquedinho. Vale lembrar que essa região pode ser mais sensível e, por isso, merece um pouco mais de cuidado e também a ajuda de um lubrificante.

Clitoriano
O orgasmo feminino clitoriano é um dos mais fáceis de serem atingidos. Isso porque, o clitóris é um órgão externo, que permite ser estimulado e acariciado com facilidade. Dessa forma, não é preciso mais do que os dedos para enlouquecer as mulheres, embora a língua também possa fazer loucuras...

Ponto G
O ponto G feminino fica localizado na parede anterior da vagina, acima do osso púbico. Como não é uma região de tão fácil acesso, chegar ao clímax com o ponto G pode dar um pouco mais de trabalho. Ainda assim, algumas posições sexuais podem ajudar elas a chegarem lá. Vale à pena tentar!

Seios
Algumas pessoas acreditam que o estímulo nos seios é a segunda forma mais comum de fazer as mulheres chegarem ao clímax. Como essa região possui vários nervos, o toque dos dedos, da língua e outras técnicas (como mordidinhas) são ótimos jeitos de fazer com que elas enlouqueçam.

Agora que você já sabe quais pontos estimular para chegar ao clímax com a sua parceira, reserve uma suíte no Le Nouage para colocar tudo o que você aprendeu em prática!