No Dia do Folclore, nada melhor que relembrar uma das histórias mais famosas e apimentadas do folclore brasileiro.

Reza a lenda que um boto, uma espécie de golfinho cor de rosa, sai às noites de Festa Junina em busca de jovens donzelas. Graças a um poder oculto, ele se transforma num homem alto e forte que perambula pelas ruas de cidadezinhas e povoados, sempre vestido de roupa social branca. O único defeito visível em sua transformação é o tosco focinho, o qual o obriga a escondê-lo num grande chapéu branco.

Bom de papo, o boto consegue atrair todo tipo de rapariga para deflorá-las na beira do rio. No próximo dia ele desaparece nas profundidades das águas deixando um filho incubado no ventre lascivo de moças safadinhas.

Reza a lenda que a essa servia para justificar uma outra gravidez fora do programa...

newsletter lenouage dia do folclore caixa copiar